Controle de cupins – conheça as três espécies mais comuns

Limpeza de cisterna garante eficiência do reservatório
Limpeza de cisterna garante eficiência do reservatório
07/12/2016
Empresa desentupidora garante o bom funcionamento do encanamento
Empresa desentupidora garante o bom funcionamento do encanamento
09/12/2016
Mostrar Todos

Controle de cupins – conheça as três espécies mais comuns

Controle de cupins – conheça as três espécies mais comuns

Os cupins são uma das pragas urbanas mais causam estragos. Eles infestam casas e edifícios, atacando livros, roupas, calçados, móveis, pisos e paredes. Para o problema com cupins não existe solução milagrosa ou infalível. A melhor forma de resolver o problema é estudar caso a caso e estabelecer a melhor estratégia para o controle de cupins no ambiente. Quanto antes for iniciado o programa de controle de cupins menor será o dano a seu patrimônio. Entre as alternativas está a dedetização preventiva, aplicando inseticida em locais onde o inseto escolheria para construir a colônia.

A prevenção também é uma importante medida de controle de cupins. É preciso combater vazamentos e infiltrações, pois a umidade favorece a infestação de cupins. Não permita também que água se acumule nas lajes e nem guarde madeira junto à casa. Outra sugestão para o controle de cupins é dedetizar o solo antes do início de uma construção. A técnica consiste na proteção da edificação antes e durante a construção, através de barreira química junto aos alicerces durante sua construção com posterior tratamento do contra piso antes de sua concretagem.

O controle de cupins passa pelo maior conhecimento dessa espécie de inseto – são mais de 300 espécies nativas no Brasil. Mas temos também espécies exóticas, isto é, que migraram de outros continentes. As três mais comuns são as brocas, cupins de solo e cupim de madeira seca.

Brocas: o sinal de que elas invadiram sua casa ou seus móveis é um pó bem fino, que lembra fubá. Seu alimento favorito são as madeiras brancas, como pinus e cedrinho. Para eliminá-las, basta se livrar do móvel infectado.
Cupins de solo: também chamados de aleluias, não deixam pós nem farelos, ou seja, nenhum sinal de ataque. Por isso, só percebemos a presença deles quando o móvel já começa a quebrar. Atacam qualquer tipo de madeira, incluindo rodapés. É o tipo mais agressivo de cupim urbano. Eles atacam pisos, paredes, lajes impermeabilizadas e podem até desgastar o concreto, aproveitando-se das fissuras e falhas já existentes entre o concreto e os demais componentes do edifício, como os conduítes e dutos hidráulicos.
Cupins de madeira seca: são popularmente chamados de bichinhos da luz. Seu sinal de ataque é um pó granulado, mais grosso do que o pó das brocas. Atacam madeiras brancas, como pino, pinus e cedrinho. O controle de cupins desta espécie inclui o tratamento ou a dispensa do móvel atacado.

Ligue para a Laçador

A Desentupidora Porto Alegre Laçador é especializada em diversos serviços de dedetização, como controle de cupins, pombos e outras pragas urbanas. Nossa empresa exerce seus serviços com o orçamento completamente gratuito 24 horas por dia, 7 dias por semana. Entre em contato com a Desentupidora Porto Alegre Laçador pelo fone (51) 3072 7757.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *